segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Mistura de etanol à gasolina cairá para 20% em outubro

O governo vai reduzir de 25% para 20% a proporção da mistura de etanol anidro na gasolina a partir de 1º de outubro. A informação foi dada no início da noite pelo ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, depois de uma reunião com a presidente Dilma Rousseff. 'Nós temos que garantir o abastecimento olhando para este ano e olhando para o próximo ano também, porque verificamos que a safra do próximo ano não será muito melhor do que a atual. Então temos que tomar providência desde logo', justificou Lobão.
O novo porcentual da mistura de etanol na gasolina valerá por tempo indeterminado, segundo o ministro. 'Depois calibraremos, verificando a resolução, no momento em que acharmos que há segurança para suspendermos', afirmou.
Além dessa medida de segurança contra desabastecimento do mercado e de preços altos, Lobão ressaltou que medidas complementares já anunciadas, como o financiamento da estocagem também serão adotadas. Segundo o ministro, os parâmetros das linhas de financiamento com 'favorecimento' estão em fase e considerações finais do ministro da Fazenda, Guido Mantega. A previsão, segundo Lobão, é de que as medidas sejam anunciadas nos próximos dias. Também participaram da reunião Mantega, o ministro da Agricultura, Mendes Ribeiro, e a ministra da Casa Civil, Gleisi Hoffmann.

terça-feira, 16 de agosto de 2011

Vazamento de petróleo no Mar do Norte está sob controle

Segundo a empresa, desde a semana passada, cerca de 1,3 mil barris vazaram de um oleoduto ligado a uma plataforma na Escócia.

Mergulhadores estão tentando conter um vazamento de petróleo no Mar do Norte. Segundo a empresa Shell, desde a semana passada, cerca de 1,3 mil barris vazaram de um oleoduto ligado a uma plataforma, a 180 quilômetros de Aberdeen, na Escócia. E um segundo ponto de vazamento foi descoberto na tubulação.

A companhia declarou que a quantidade que vaza diminuiu consideravelmente e que a situação está sob controle.
video

A mancha não atingiu a costa, mas este é considerado o vazamento mais grave do Reino Unido em dez anos.

O pior desastre ambiental desse tipo ocorreu no ano passado, quando cerca de 5 milhões de barris de óleo poluíram o Golfo do México.
http://g1.globo.com/jornal-nacional